20.8.08

Inconstâncias da moda e o biquíni de lamê

Jovens na faixa dos 20 anos talvez desconheçam as delícias de se travar amizade com mulheres com mais de 40, do tipo que já viveu um ou dois casamentos, que tem filhos na universidade, que já viajou o mundo, já trabalhou, já foi dona-de-casa e hoje não sabe bem se arruma um amante ou se faz uma (outra) pós-graduação. Mulheres com mais de 40 são terríveis, espertas, descoladas, maliciosas e de língua afiada. Praticamente como eu, só que com muito mais bagagem. (Quase) todos os dias, pela manhã, tenho encontro marcado com algumas mulheres com mais de 40 (vamos chamá-las de MCMDQ). Enquanto suamos na esteira, falamos um pouquinho de tudo: olimpíadas, cinema, pessoas, jornalismo e até moda, assunto, aliás, que já se tornou recorrente.
Uma dessas MCMDQ expôs, dia desses, seu maior pesadelo: mulheres que não fazem distinção quanto ao frio e ao calor. Tipos, a moça comprou botas novas para um inverno que prometia ser de gelar os ossos. Na semana passada, pescou na lojinha favorita o lançamento primavera-verão que vai bombar: uma singela frente-única axadrezada. Na primeira balada possível, o look já está pronto: botões até o joelho, insinuando neve na Sibéria, e braços, ombros e nuca à mostra, numa vibe Caribe - esta desproporção térmica também me irrita profundamente.

Irrita quase tanto quanto biquíni metalizado. Todo mundo sabe que o Brasil produz os trajes de banho mais pimpões do mundo, lindos, de fato. Mas as americanas (principalmente as que freqüentam a telinha do E! Entertainment) parecem não saber disso. "Pudicas", cobrem suas derriéres com calçolões que constrangeriam até minha santa avozinha.
Em contrapartida, mal escondem seus vastos melões em cortininhas minúsculas de janela basculante.
E o material destes biquínis, meu Deus? Lamê? Prata ofuscante ou dourado reluzente, a idéia é shine like a star nas areias de Miami. Mas tem gosto pra tudo neste mundo, mesmo...


- "Tô bunitãmmmm?"

5 comentários:

Guilherme Corrêa disse...

Ahaaaaaa!
Ficas vendo Wild On! Ficas vendo Wild On! Ou seria a mansão da playboy? Bem... tudo na E! é assim: cultura pop da melhor qualidade! Mas fala sério, o que eu gosto mesmo é o Talk Soup! Hahuahuahauah

Lora W. disse...

Oi, fica vendo Wild On,sim! ahahahhahahahhaah eu tbm destesto esse negócio de usar blusinha frente única com bota.. fico de horror com isso! bj.

Cíntia Teixeira disse...

Hahahahahahahah, claaaaaro que eu assisto Wild On nas noites solitárias. E dá-lhe metros do melhor lamê made in China pra cobrir as vergonhas americanas. E o The Soup é o melhor (se bem que as gurias da Mansão Playboy não perdem feio). Kendra rules! Beijo nos meus dois queridos comentaristas.

Talita Jones disse...

Ei!
ainda não me inspirei pra comentar e tu já meteu um novo post?
calmaaaa

João Lucas disse...

Este papinho das MCMDQ não fica só nisso não. Como testemunha ocular, percebo que aqueles aparentes papos magros (afinal, é para isso que estão ali, inclusive) são bem recheados. Mas, como não sou testemunha auditiva...