3.8.07

Palma d´água

Após insistente pressão, Charlotte, a megera indomável, aceitou o convite de uma grande amiga e foi sassaricar na bela Capital do Estado catarina. Era verão, o sol cozia, a pino, os mais desavisados; a cerveja gelada implorava por um beberico; e o povo bonito e sarado da Lagoa da Conceição exibia-se, no cio. No bólido da amiga, Charlotte, de carona, cantarolava a música que rolava no rádio, a plenos pulmões. "Quem vem com tudo não cansa, Bete Balanço, meu amor! Me avise quando for embora...", achando-se a oitava maravilha no quesito voz sensual, atrás apenas de Vanessa da Mata, Calcanhoto, Maria Rita, Bonnie Tyler, Fábio Júnior, o cara do Poison e da deusa Ana Carolina (morri).
A amiga, faceira, acompanhava o ritmo, batucando na direção, enquanto secava os peitorais desnudos que circulavam pelas Rendeiras, pranchas a tiracolo.
De repente Charlotte, a cantora, dá um arrancão e, gemendo na voz, tasca: "No paraíso perigoso, que a PALMA D´ÁGUA não mostrou...". O carro quase emborca na duna mais próxima. "O QUEEEE????", gritou a amiga, fã ardorosa de Barão Vermelho. Irritada, Charlotte repetiu, com ousadia. "NUM PARAÍSO PERIGOSO, QUE A PALMA D´ÁGUA NÃO MOSTROU!!!", urrou, furiosa, prestes a estapear a colega.
"O QUEEEEE????", questionou, mais uma vez, a amiga, rolando de rir até a asfixia. Timidamente, Carla, a paulistinha safada, balbuciou: "Que a palma d´água não mostrou?"... Dúvida na zona sul.
Até a moça aceitar que a letra, na verdade, queria dizer "palma da tua mão mostrou", foram horas a fio de rubor e constrangimento. Afinal de contas, quantas vezes não teria pago mico, mostrando seus dotes vocais em público, sem que ninguém ousasse corrigi-la? Shame on her...

Um comentário:

Matheus disse...

Minha estada na Lagoa foi um tanto menos emocionante

Esse blog às vezes me deprime