24.8.11

Como encontrar seu príncipe encantado na balada

(o título é pega-corno no Google, sou malandra)

Aí você se encontra às vésperas de ser considerada titia oficialmente (ok, seu sobrinho mais novo já está com sete anos, agilize!) e ainda se recupera do pé-na-bunda antológico que o traste do seu ex-marido/namorado/noivo lhe deu. Respire fundo, muita calma e leia o post anterior para saber como proceder.
Então, pronta pro abate? A aula de hoje é sobre a mágica arte de conquistar sua alma-gêmea na balada. Yes! Então capricha no saltão e no batom vermelho e... ops, te peguei, hein? É, fia, definitivamente não é partindo pro clichê de Mulher Caçadora que você vai sair do 0x0. Lembre-se que sutileza é vida. Cuidado com vestidos muito curtos, saltos muito altos, batons muito vermelhos e cachos muito loiros. Você quer um marido, e não ser considerada a nova biscate divorciada/largada/abandonada do bairro, néam? Seja (ou pareça) fina. Até os bofes mais chucros se admiram com a fineza feminina. Não fale alto, não GRITE, não gargalhe atirando a cabeça pra trás propositalmente (a não ser que seja sua marca registrada, aí paciência).
Roupinha sexy-sem-ser-vulgar escolhida, maquiagem clean-fake (do tipo que parece que você não fez nada, quando passou uma hora e meia corrigindo a cobertura da base), saltinhos decentes (mas confortáveis: pior coisa é ver a muiézinha capengando no meio do salão, cuide da postura): bóra pra luta.
A escolha do lugar: aí vai depender do tipo de homem que você quer conquistar. Se for um gurizão, todos os barzinhos/boates da cidade (de todas as cidades) estão liberados. Se for um tipão mais velho, aí complica. Restaurantes descolados, onde rola um happy hour amigo, são boas sugestões. Bailões com música sertaneja: têm potencial, não os despreze. Mas seja seletiva, olho vivo! Festas na casa de amigos populares são boas dicas, sempre tem alguém dando sopa.
A bebida: um ou dois drinks não fazem mal a ninguém. UM OU DOIS DRINKS. Chutou o balde? Encerre a caça esta noite, está fadada ao fracasso. Você curte homem bêbado bafejando no seu ouvidinho? Então...
A música: não tente ser o centro das atenções exibindo suas habilidades na pole-dance. Não desça até o chão nem bote a mão no joelho, dando uma abaixadinha em seguida. O resto tá liberado.
O olhar: amiga, não faz a coruja, girando a cabeça 180º por segundo a procura de um olhar interessado. Low profile é de regra. Observe discretamente, alguém vai morder a isca, se Deus quiser.
Se alguém se aproximar, belezera. Inicie uma conversa com um sorriso simpático. Por favor, logo no primeiro encontro, não precisa informar que o bastardo do ex está com a pensão atrasada, que você está deprimida por estar solteira, que a família inteira anda cobrando casório, ou, pior, que sonha em ter quatro filhos. Cale esta boca!
Se ninguém se aproximar: não desanime. Encha-se de coragem e troque comentários com aquele tipinho interessante ao seu lado.
Sexo no primeiro encontro? Você que sabe, amiga. Se rolar, rolou. E se ele não te ligar mais depois, mande este homem das cavernas à merda. Camisinha, né?
Enfim, é por aí. Seguindo estas regrinhas de ouro, você certamente iniciará 2012 com uma vistosa aliança no dedinho. Ou, pelo menos, com alguma história hilária pra contar. Tenha fé.

7 comentários:

Laura Peruchi Mezari disse...

Gente, é possível encontrar namorado na balada sim. Eu já encontrei e, por enquanto, tá durando. Dicas ótemas. Nada de rebolar até o chão!

Karen Novochadlo disse...

Legal o post! vê se continua, hein.

Kellen Baesso disse...

O próximo texto tem que ser Como encontrar um amor na internet! hahaha
Adorei o texto de novo.
Beijos

Bruna disse...

hahahaha adorei esse também, apesar de parecer sárcastico, porque eu leio te ouvindo falar :P
as dicas estão ótimas, e se bom tiver gente lesada e não seguir, paciência.

adorei!


Beijoss

Cíntia Teixeira disse...

Hahahhaha, Laurita! Eu tenho de confessar que posso contar nos dedos os relacionamentos (que conheço) que tiveram um start na balada. Vc é um desses exemplos(e dos bons, claro). Tenho um amigo que casou com uma menina que conheceu durante o Carnaval de Laguna, vc vê. O que quis dizer com a postagem é que tudo é possível. Kellen: sugestão anotada (já estou me coçando pra escrever). Karen e Bruninha: thanks, amores!

Elizandra Rodrigues disse...

Parece que estou ouvindo você falar, adorei as dicas, vou repassar pra que estiver precisando, é claro, afinal estou muito feliz com meu esposo..Dica: Em festas de aniversário também tem bons partidos..o meu conheci assim..

Litiane Marguerita disse...

Cintia, muito bom seu blog! E que texto fluído! Gostei muito. Parabéns.