27.6.09

Black or White

O melancólico fim do Rei do Pop deixou seus milhares de admiradores com aquele gosto amargo na boca e a sensação de um trabalho não finalizado da maneira como deveria ter sido.
Minha frustração infantil foi nunca ter conseguido fazer o moonwalk - nem nada parecido às acrobacias e contorcionismos deliciosos do astro.
Michael Jackson foi, para mim, aquilo de mais próximo a um ídolo alguém pode ser para uma pessoa. Eu, que não tenho ídolo algum. Durante muitos anos meu momento especial da semana acontecia aos domingos, quando não "existia" TV a cabo e quando o Fantástico era a melhor opção da televisão brasileira (faz tempo, hein? Agora perde até para o A Fazenda).
Porque existiam os clipes do Michael, anunciados à exaustão sob o título de "exclusivo". Eu simplesmente AMAVA estas ocasiões, a família reunida babando com aquele dançarino fantástico de voz tão potente e aguda, com hits que grudavam na cabeça e te faziam cantarolar por horas a fio.
Até que anunciaram um clipe considerado espetacular em matéria de efeitos especiais - vindo de MJ, devia ser verdade. Era Black or White. Pirei. Dei plantão na frente da TV durante todo o domingo, ansiosíssima. Quando o apresentador (seria a Glória Maria?) finalmente anuncia a atração... BUM! Ficamos sem energia elétrica no bairro todo. Pude ouvir, acima do meu próprio uivo de lamento, o "ahhhhhhhhhh" de tristeza vindo dos lares vizinhos. Chorei. Chorei e amaldiçoei a Celesc pela mancada (sabe-se lá o que tinha acontecido, pobre Celesc).
Coisa de 20 minutos depois, volta a energia e eu grudei na telinha na vã esperança de que o clipe ainda estivesse passando. Mamã já foi cortando o barato: "Imagina, não foi nenhum blackout nacional, o mundo continuou funcionando enquanto estávamos no escuro". Nó na garganta.
Perambulei pela sala, desacorçoada, esperando o boa-noite dos apresentadores para finalmente ir dormir. "Amanhã na escola só vão falar disso e só eu que não assisti!".
Até Glória Maria anunciar, de supetão: "Recebemos um grande número de ligações de telespectadores pedindo para exibirmos o clipe do Michael Jackson mais uma vez. Vamos a ele!".
E o programa encerrou com a carinha de MJ, já branquíssimo, transformando-se em uma mulher morena, que se transformava em um homem loiro, que se transformava em um negro, uma ruiva, uma asiática, todas as raças, todos os rostos. Neste noite eu fui muito feliz.

6 comentários:

Phil disse...

então não estais só nessa barca de jesus. Se não bastasse ser fã do Michael quando pequeno e depois de grande também, assisti ao filme moonwalker umas 20 vezes e sim, aprendi o passinho do moonwalker. Agora vou desenferrujar o joelho, colocar uma meia branca e um mocasin maneiro para depois te ensinar. Eu só não coloco calça de coro com um biquini dourado por cima, ai já é demais.

Stark disse...

A gurizada aqui em casa anda atualmente muito interessada em música. Como tenho uma pequena coleção de discos com músicas nacionais e internacionais, que consegui adquirir nas décadas de 80 e 90, êles estão se esbaldando. O mais velho já até avançou por "terrenos" que não consegui chegar, tais como Sex Pistols e The Ramones. Neste caso, a internet é uma mina inesgotável. O mais novo é mais light e, neste momento, está curtindo Tears For Fears, um dos meus CDs favoritos.

Detalhe ... música nacional aqui em casa é Boi Bumbá, com prioridade para as Toadas do Boi Garantido. Temos todos os CDs do Garantido e do boi contrário desde 1986.

Recentemente, ambos, o +Velho e o +Novo "chegaram" em Michael Jackson. E, como é do estilo ... música e dança são grandes complementos na obra deste artista.

Eis que o desafio do momento é o Passo da Lua (Moon Walker) ... aquele passo em que o Michael Jackson faz movimentos como se estivesse andando pra frente, mas desliza para trás.

Antes mesmo de virar uma obsessão dos dois, pois estavam a todo momento tentando, sem sucesso, executar o Moon Walker ... comentei que sabia fazer este passo.

(+V) - O quêêêêê ????!!!! ... o Sr, sabe fazer o Moon Walker?
(eu) - Claro que sei !!! É da minha época e logo ápós ver o Michael Jackson no Fantástico já estava treinando. Faz tempo, mas é claro que eu sei !!!
(+N) - Pai ... se o Sr. sabe realmente fazer o Passo da Lua vai ganhar um prêmio !!!

Então esperei uma folguinha aqui em casa, quando ambos estivessem ausentes, e dei uma ensaiadinha no Passo da Lua para surpreendê-los na primeira oportunidade.

Ontem à tarde, estava eu assistindo o Figueirense massacrar o ABC de Natal ... quando começou novamente aquela agitação para aprenderem o tal Passo da Lua.

Então me levantei e disse:

(eu) - Pessoal ... Prestem atenção, pois não costumo dar show aqui e ali !!!

E executei o Passo da Lua indo e vindo pelo corredor várias vezes!!!

Os dois ficaram de boca abeeeeerta.

O +Velho disse:

(+V) - Pai ... vc já é conhecido pelos meus amigos como o Pai que resolve os entraves nos nossos trabalhos da escola. Quando eu falar pra êles que o Sr. sabe executar o Passo da Lua êles vão dizer que o Sr. é O Cara !!!

Enquanto isso sem perder tempo o +Novo ia e vinha pela sala tentando realizar o tal Passo da Lua ... e eu querendo ver o Figueirense destroçar o ABC.

Então o +Novo disse:

(+N) Pai o Sr. tem que olhar para mim para poder me avaliar !!! ... e saiu pela sala dançando o Passo da Lua

zip zip zip !!!

Nota: este foi um e-mail que passei para amigos e familiares no dia 17/05/2009.

Cíntia Teixeira disse...

Pô, Phil, biquini dourado a gente deixa pra Britney e pra Lady Gaga, né?
Stark, em boa hora este revival Michael Jackson, hein?
Inveja de quem sabe fazer o moonwalk...

Guilherme Corrêa disse...

MJ sempre sera MJ. Profundo isso...
Todos os escandalos tambem sempre serao lembrados, mas a musica dele realmente marcou geracoes e sera quase impossivel um artista conseguir hoje ou no futuro vender tantos cds e te rum impacto tao grande quanto o MJ.

Anônimo disse...

Essa essa a segunda vez que entro no teu blog. Que coisa né. Quanto tempo perdido. Quanto sarcasmo e ironia por mim jogados fora. Rsrsrs Só li a do defunto astro, mas prometo ir além. Isso vai vir livro de crônicas no futuro?
Abç, Álvaro

Anônimo disse...

Vai virar. Ops