29.2.08

Tópicos congelantes (e literários)

Ah, as férias... dias de sol, mar, manhãs de mergulhos e frescobol, tardes de produtivíssimas sonecas, momento perfeito para pôr a leitura em dia. E neste período de ócio extremado e inatividade em plena forma, pude degustar alguns bons exemplares da literatura mundial. Se não, vejamos:
* O primeiro foi O Gattopardo, de Lampedusa, obra primorosa que conta a história (do tipo apogeu até a derrocada) do príncipe de Salina, do fim do século 19 ao início do 20, coisa de 30 ou 40 anos, passando pela conturbada unificação da Itália. Uma saga deliciosíssima, com um texto primoroso - sem nem citar o encantador Bendicò, um dos personagens mais cativantes e que me valeu uma ou outra lágrima furtiva, em determinados capítulos (que não convém citar).


* A Ilha do Dia Anterior, de Umberto Eco: esse me aborreceu um pouquinho, mas só lá no final. Quem sou moi pra questionar Umberto Eco, amo e senhor, mas eu faria um final diferente. De resto, a habilidade do intelectual italiano nas letras é incontestável, coisa linda de Deus, a ponto de me fazer parar a leitura em alguns momentos para dizer, abismada: "Vai escrever bem assim na putaqueopariu".

* E, finalmente, o desafio do ano, o cultuadíssimo calhamaço de James Joyce, Ulisses, o qual, até o momento, consegui vencer (mais ou menos) 300 páginas. São (mais de) 800. E olha que eu não sou de contar, mas a letra é tããããooooooo pequenininha... Tem tudo para se tornar o novo Crime e Castigo e empoeirar na minha mesinha de cabeceira.

-----------------------------------------------------------------------------------

E nestes últimos dias de meu período de reclusão voluntária na Terra de Anita têm sido extremamente prejudicial para meu bronze-tentação-Guarapari-sun, conquistado a duras penas com Sundown fator 8 (!!!). O frio e o vento cortante, aliados ao guarda-roupa exclusivamente feito por peças veranescas, fazem com que eu circule por aí (inclusive aqui na lan house) enrolada em uma bela canga praiana cheirando a maresia, muita fina, elegante e sincera. Se a blond ambition M. Zim me visse nestes trajes abriria um blog só para zoação pura e sem reservas.

-----------------------------------------------------------------------------------

E em dias em que não contamos com a intercessão divina na TV a cabo, devemos nos contentar com o que há na programação gratuita. E entre tanto lixo pavoroso e embrutecedor (como Maria Cândida, Geraldo Luís, Poeira em Alto Mar, Zorra Total, Caminhos do Coração e Duas Caras), descobri um programinha-lixo mais palatável e totalmente supimpa na Record! Viva! É o Troca de Famílias, todas as terças e quintas no canal dos bispos. Sério, é imperdível. Pelo menos uma olhadinha rápida.

-----------------------------------------------------------------------------------

Os votos de get better soon de hoje vão para a loiraça mais papelão de Shark. Miche girl decepou o cotovelo enquanto passeava, toda pimpona, a bordo de saltinhos 12 (baixos assim porque eram apenas para a aula de inglês, queriam o que?). Nada que um band-aid da Hello Kitty não resolva, não é mesmo?

-----------------------------------------------------------------------------------

Aí que a parentalha finalmente enxergou possibilidades na pessoazinha aqui, e descobriu que valeu de algo eu ter ido estudar fora: virei a escritora oficial do Clã Teixeira. Já foram biografias (parte da vida e obra de Madame Louise, por exemplo), discursos, homenagens, redações, dicionários, requerimentos e petições diversos.
A tarefa de hoje, no entanto, ficou em exaltar os 15 anos de uma prima distante, completados amanhã. Ok, sem problemas. Questão importantíssima é que o textículo deverá ser recitado por nada mais nada menos do que um locutor de Disk-homenagem, que desembarca de um carro plotado até o motor com corações, flores e balões coloridos, com Celine Dion, Kenny G. ou Ivete Sangalo até o talo, manja? A verdadeira visão do inferno para 10 a cada 10 Johns (hahahahaha).

-----------------------------------------------------------------------------------

E agora que o ano começa de vez, iniciam os movimentos para a mega-festança que vai barbarizar Shark city em maio (só perdendo para o casório da Carol), em comemoração (hein?) à minha entrada triunfal no mundo balzaquiano (mas com carinha de 26). Aguardem. E economizem para os presentes.

5 comentários:

Elaine disse...

Haahahah...enrrolada em canga fedendo a maresia?
Voltando as origens praianas!?rsrs
Bjos, adorei tudo!

Elaine disse...

Haahahah...enrrolada em canga fedendo a maresia?
Voltando as origens praianas!?rsrs
Bjos, adorei tudo!

cabellone disse...

Hahahahaha...

Interessante o Blog...

SharkCity ???

Passei 100 dias de minha vida aí !!!

Na verdade foram 100 dias corridos de carteira assinada pelo BB de SharkCity, mas a primeira semana foi treinamento em Floripa, e todo fds eu saia vazado daí e ia pra Ilha novamente...

Então se for contar bem contadinho... Deve ter sido uns 75 dias... No máximo !!! Hehehehe...

PAA,

Mr.Cabellone

Cíntia T. disse...

Céus, que honra, mr. Cabellone comentando em meu humilde bloguinho... beijo, querido, mande mais notícias e apareça mais vezes!

Carolina disse...

Já que publicou meu casamento aos quatro ventos, preciso da tua ajuda né amiga fhasion de idéias poderosas. E quero saber detalhes do dia em que comemora sua entrada no mundo balzaquiano. bjos!!!