30.8.07

Caminhos do Coração

Já viram a nova novela (nova novela parece cacofonia) da Record, Caminhos do Coração? Nãããããoooooo??????? Não sabem o que estão perdendo. A soup opera é poesia pura, é luz, emoção e magia, é a arte do folhetim, é cultura pop em capítulos, é... A COISA MAIS TRASH que já vi na vida, ever. Na noite de quarta-feira sentei-me em frente à TV e, delicadamente, surrupiei o controle remoto de Caetano para zapear à vontade pela vasta programação da cable tv. Eis que me deparo com umas personalidades de além-túmulo, tipo Patrícia Travassos e André Debiasi, e páro tudo: era a tão comentada e esperada novela do canal do bispo. Caetano olhou-me atravessadamente, mas entendeu a boa causa e mergulhou em seu Moby Dick. Curti. Curti do primeiro ao último minuto da programação, salivei com os diálogos consistentes, com a riqueza do roteiro, com o primor de direção, e com o brilho e o carisma do rico elenco. Coisa linda de Deus. Claaaaro que estou sendo irônica. Caminhos do Coração é aquele tipo de programa que, de tão podre, tão absurdo, tão ruim, torna-se cult, imperdível, adorável. Vão lá, caros amigos, mergulhem na programação da Record todos os dias, às 22 horas, e deixem de lado a déspota da Rede Globo. Vale muito a pena. Para os não-iniciados, aí vai um resumo báááásico de tudo aquilo que vocês já perderam. Enjoy it!

Bianca Rinaldi (ex-paquita), de cabelo tónhónhóim molhado encharcando a regatinha, lamentando o chifre que levou do namorado junto à sua mãe (quem, quem?), Fafá de Belém, sempre bela. Fafá, que na novela é dona de um circo, para animar a filha começa uma lição de moral primorosa, com pérolas do tipo: "Se todo mundo risse mais, o mundo seria melhor".
O namorado de Bianca Rinaldi é galinha e explode de tesão quando vê a malabarista da tenda ao lado (ambos atores absolutamente desconhecidos). Eles começam o agarramento com muito tesão e calor na bacurinha, química pura, e o diálogo é mais ou menos assim:
- Você tá louco, fulano! Você tem namorada! (arfando e gemendo)
- Tô louco de desejo por vocêêêê... (gemendo e arfando muuuito)
- Você tá errado, você tá errado, você tá errado! (enquanto beija e geme muito de prazer)
A dupla é flagrada e o canalha, ainda de pinto duro, sai atrás da oficial, para se desculpar:
- Me desculpa, me desculpa, me desculpa! Eu te amo!
- Não!
- É que eu sou homem, pô. Não resisti!
- Não. Acabou para sempre.
Fim

Bom, todo mundo já sabe que a novela tem um circo completo, cópia barata do Cirque du Soleil, um bando de crianças mutantes (X-Man encontra Heroes) e um caso de criança roubada que 30 anos depois vai descobrir que era filha de um milionário, mas isso só no fim da novela. Aí vocês vão encontrar gente do naipe de Toni Garrido (como um palhaço), Alexandre Barilari (jura que não sabem quem é?), e até... tchamtchamtcham... PRETA GILLLLL! Me acabei. Preta Gil é uma bandidona, casada com o Tuca Andrada, que é bandidão. Eles são marginália mas moram num apartamento super bem decorado, o fino do brega.

Sabem quem também dá o ar da graça na superprodução? A pierçuda Karina Bacchi!!! De óculos, fazendo a intelectual. E o Cláudio Heinrich (não sei como escreve esta porra). O Claudinho vai fazer um gay, vai até beijar o namorado. Já li por aí que paquito (ou ex-paquito) e gay é pleonasmo.

Durante um momento de reflexão, pensando na vida, alguém solta esta: "Ahhh (suspiro profundo). Como diz um amigo meu, tudo na vida é passageiro. Menos o motorista e o cobrador". Sério, seríssimo.

Outra extraordinary fica por conta da lôca do edy do Leonardo Vieira. Ele faz o papel do pai de uma menina mutante. Estão os dois mais a mulher jantando num restaurante. Ele vai cagar no banheiro, a mulher come um bombom envenenado e cai dura no chão em dois segundos. Ninguém se mexe pra ajudar. O marido chega, tenta socorrer a mulher, mas ela diz que não, que sabe que vai morrer e quer dizer as últimas palavras. Só que estas últimas palavras duram uns 10 minutos, tempo suficiente pra mulher receber socorro e sobreviver. Mas ninguém socorre! Help! Como palavras finais, a mulher faz um discurso mais longo que os do Fidel com os do Chávez juntos. "Protege nossa filha! Descubra porque ela é assim, porque tem poderes especiais, porque é uma mutante!". Vira para a filha e continua: "Filha, obedeça seu pai, me desculpe por eu morrer e não te ver crescer". Sério. Vira para o marido, de novo. "Seja feliz. Eu tô partindo. Amo vocês. Bláblábláblábláblá", horas a fio. Aí morre, finalmente. Aí que o pessoal do restaurante esboça alguma reação. Entre eles, Gabriel Braga Nunes. E aí... a menina começa a gritar e todos os cristais, e taças, e janelas do restaurante explodem!

Ah, vai dizer que não é um espetáculo? Vai lá: "Caminhos do Coração", na Record, às 22 horas.

4 comentários:

Eduardo disse...

Ow, Cíntia. Não pensei que tu fosse comentar sobre novelas algum dia. Mas... surpreendentemente, vejo uma bela "duma" narrativa. Já deu pra entender a novela... hehe (melhor comentar sobre os casos postados anteriormente..hehe).

Abraço do primo!

Keila disse...

Ahhhh...agora fiquei com vontade e nao vou poder ver...Pq nao vou pagar canal a cabo pra ver a Record neh?...Se bem que ate deu vontade pra ver essa bizarrice, mas estranhice por estranhice eh verdade que o Paulo Coelho apareceu numa novela da Globo sobre bruxas da Irlanda no interior de MInas? Ah Cintia, fala serio que ate a platinada escorrega nas doideras..hehehehe
Bjks

Anônimo disse...

Eu vi. A nata do trash mesmo.Ótimo o texto! Hahahaha!!!!

Anônimo disse...

Perda de tempo ler essa porcaria