18.8.07

Cansadinhos

Na boa? Como levar a sério uma campanha besta, elitista, arroz de festa, cujos "integrantes" revezam-se na capa da Caras e dormem em colchões forrados de dinheiro? Como levar a sério uma proposta que não tem encontrado voz nem junto a tradicionais anti-lulistas, como revista Veja e Folha? E, por favor, como levar a sério uma campanha que conta como REPRESENTANTES gente do naipe da Hebe, do Ivetão, da Regina Vagisil Duarte e da Ana Maria Brega? Hein? Tenho muito medo do "Cansei", bizarrice pouca é bobagem. Pesadelos à noite. Saca só a foto da campanha:


Sério, me dá náuseas (ugh). Manja as pretensas carinhas de "indignação"? Indignação com que, caras-pálidas, com cachê de R$ 700 mil pra cantar numa festa de peão? Com os preços dos vestidinhos do Roberto Cavalli? Ou porque perdeu um brinquinho numa festa brega no Projac?


P.S.: A loja maldita que é fã de Calypso, vizinha à minha sogrita, agora está tocando o CD todinho, frente e verso, da sapata baiana-mor. Ivete, meu rei, por que não casa de uma vez com a Xuxa e mudam-se, as duas, para uma ilha deserta, levando apenas um vibrador, cenouras e uma câmara de bronzeamento artificial?

2 comentários:

Matheus disse...

Não tenho medo desse movimento não... Sente a lista de "apoiadores":

1. Adriana Lessa
2. Agnaldo Rayol
3. Amália Rocha
4. Ana Maria Braga
5. Beatriz Segall
6. Caio (futebol)
7. Carlos Alberto de Nóbrega
8. Christiane Torloni
9. Eduardo Araújo e Silvinha
10. Enza Flori
11. Fernando Scherer (o “Xuxa”)
12. Goulart de Andrade
13. Hebe Camargo
14. Irene Ravache
15. Ivete Sangalo
16. Jair Rodrigues
17. Lars Grael
18. Leo Jayme
19. Luana Piovani
20. Mayara Magri
21. Moacyr Franco
22. Osmar Santos
23. Paulo Vilhena
24. Regina Duarte
25. Sérgio Reis
26. Seu Jorge
27. Silvia Poppovic
28. Tom Cavalcanti
29. Torben Grael
30. Victor Fasano
31. Wanderlea
32. Zezé Di Camargo

Ou seja: eles conseguiram 32 apoios. Pense que a tendência de qualquer cidadão é assinar qualquer abaixo-assinado do mundo, seja por preguiça de pensar no que ele se propõe, seja pelo incoveniente de negar apoio a algo que faz o que o brasileiro mais gosta: reclamar. Se eu fizer um abaixo-assinado pra mudar o nome de Tubarão pra Richarlysonlândia, reuno mais que 32 apoios.

Lembre ainda que, da tal lista, há pessoas que eu, mal informado que sou, não faço a menor idéia de quem sejam (Adriana Lessa, Amália Rocha, Enza Flori) - devo admitir que "Caio (futebol)" eu sei quem é, mas por conhecimento muito específico. E que o tal Caio é uma figura classe média-alta rara no meio esportivo.

Ainda há figuras que, culturalmente e sociologicamente, são tão expressivas quanto o Arlan Alves (Agnaldo Rayol, Ana Maria Braga, Carlos Alberto de Nóbrega, Christiane Torloni, Fernando Scherer (o “Xuxa”), Goulart de Andrade, Hebe Camargo, Irene Ravache, Ivete Sangalo, Jair Rodrigues, Leo Jayme, Luana Piovani, Mayara Magri, Moacyr Franco, Paulo Vilhena, Regina Duarte, Sérgio Reis, Seu Jorge, Silvia Poppovic, Tom Cavalcanti, Victor Fasano, Wanderlea e Zezé Di Camargo).

Ainda há a lamentável adesão de um grande ex-narrador (Osmar Santos), mas que hoje, sabidamente, está com dificuldades motoras que o impedem de aderir a qualquer causa.

Ainda há uma deprimente adesão por par (Eduardo Araújo e Silvinha). Eles dois, juntos, valem um voto só? Na eleição votaram uma vez só? Bom, se não foi assim, sugiro que seja já no ano que vem. A sociedade agradece.

Outras figuras (Lars Grael e Torben Grael) terão seu papel social seriamente repensado no meu conceito. Não que tivessem lá grande moral, mas, sei lá...

Bom, cansei de falar desse movimento besta.

Boa noite

Anderson disse...

Esse movimento, apesar de ter uma idéia interessante inicial, virou uma bola fora e caiu na piada. Faltou mobilização e melhor escolha na hora das supostas 'celebridades' que o representariam.