21.4.07

Corações partidos

"João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém"... a quadrilha de Drummond mantém-se tão atual, significativa e verdadeira que chega a assustar. Quem por aí não conhece alguém que vive afogado em tanta mágoa de cabocla por um amor não correspondido? Com a "notícia" arrasa-quarteirão de que Eliane Dedinhos teria encerrado o casamento de dois anos e meio com o fofo do Eduardo Guedes, o eterno ir-e-vir dos apaixonados platônicos e/ou não-correspondidos voltou à baila com força total. Eliana Dedinhos nunca amou Eduardo. Jamais. Ela ama, e vai amar eternamente, o apresentador Luciano Huck, por quem foi sumariamente chutada; L. Huck, por sua vez, não conseguirá jamais nutrir um sentimento de amor verdadeiro pela loiríssima Angélica. A dele, coitado, é Ivete Sangalo, que num momento de fraqueza se rendeu aos encantos do moço narigudo e endinheirado, mesmo gostando da mesma fruta da qual ele rói até o caroço. Lu chegou a chorar lágrimas de sangue em público de tanto desespero, ao ser dispensado pela baiana arretada. Angélica não fica sobrando nesta triste história de amores impossíveis... o casamento com Huck lhe rendeu filhos, ainda mais dinheiro, mais fama e projeção na mídia, uma família bem estruturada e estável, mas... o coração da garota da pinta na coxa bate mais forte, e vai fazê-lo assim, até o dia de sua morte, pelo vasilha ordinária Maurício Mattar, que por sua vez não gosta nem nunca gostou de ninguém. Quem sobrou sem os encantos de Angélica ainda suspira quando vê a moça apresentando o programa Estrelas: é o César Filho, com o qual ela namorou por longos sete anos - sem nunquinha, jamais, render-se aos assédios do rapaz, mantendo-se pura e virginal para Mattar - sim, Cesinha F. nunca comeu a global, lástima das lástimas. Carlinha Perez, felizmente, conseguiu dar a volta por cima: após um relacionamento com o pagodeiro Alexandre Pires, a eterna musa do Tchan amargou na desilusão e na tristeza por ser ligeiramente dispensada pelo moço que chorou por George Busch. O bode demorou para passar, mas a paixão recolhida foi devidamente anulada ebós afora devido ao chamego irresistível do rebolativíssimo Xandinho, aquele que dançava descalço. Hoje Carlinha é uma nova mulher, e Alexandre Pires já não figura mais em seu coraçãozinho em forma de bumbum. Quem também conseguiu dar a volta por cima após meses na fossa mais profunda foi Giovanna Antonelli, que deixou-se iludir pelo pulha e mestre em canastrice Murilo Benício. A moça tirou o tolinho da cabeça e do coração, agarrou um milionário americano e já está se mudando de malas e cuias para uma de suas mansões, em NY, NY. Mas pensam vocês que canalhas destruidores de almas e corações escapam impunes de seus pecados contra a humanidade romântica? Ledo engano. Prova maior de que o castigo vem a cavalo é o próprio Murilo Benício - que de protagonista de novela das oito, hoje pena tartamudeando um sotaque indistingüível na sofrível noveleta das sete. Poor Murilo! (contém ironia, hahahah). (by Cíntia T.)
P.S.: as constatações do texto foram feitas em parceria com a sádica Micheline Z., que também tem espasmos de puro prazer ao contemplar as desgraças da vida humana (dos outros).

Update: Em se tratando de corações partidos, não poderia deixar de citar a maior de todas as frustradas e desiludidas de amor de todos os tempos ever no mundo, a friend mais querida, Jennifer Aniston. O mundo foi cruel com Jennifer. Além de perder ninguém menos do que Brad Pitt, a moça viu sua carreira declinar, seus filmes só fracassam, seus namoros não evoluem e ela foi trocada - oh, céus - por ninguém mais do que Angelina Jolie, a mulher mais poderosa do mundo! Ô, judiaria!

Micheline, a Sádica, também incluiu um comentário a respeito destas tristezas da alma. Vai lá: "Tem a Simoni, que nunca se conformou com o pé que levou do pagodeiro Alexandre Pires e, desiludida, foi nutrir amores por um rapper presidiário - e eles ainda procriaram!!! A propósito, o coraçãozinho da ex-menininha fofinha do Balão Mágico deve estar a mil depois da separação de Alexandre P. de Sheila Mello". Viva!

Os homens também choram: exemplos expressivos de homens que foram abandonados por suas almas gêmeas e não conseguem conter um uivo amargurado em noites de lua cheia: Eduardo Suplicy e Chico Buarque. E olha que muita gente daria o mundo por eles... é, a vida é assim...

2 comentários:

Micheline Z. disse...

Só tenho um comentário a fazer, já que todos os outros foram feitos no texto acima: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Ah, um PS, já que foi citado Alexandre Pires: tem a Simony, que nunca se conformou com o pé que levou do pagodeiro e, desiludida, foi nutrir amores por um rapper presidiário - E eles ainda procriaram!!!!!! A propósito, o coraçãozinho da ex-menininha fofinha do Balão Mágico deve estar a mil depois da separação de Alexandre P. de Sheila Mello

vagner disse...

carla perez até hoje sonha com o alexandre pires
mas levou um chute
ela merece mesmo é o tal do xandi