29.8.06

28 de agosto

John é meu amigo há... (parada para pensar) uns sete anos. Ou mais, provavelmente. Aí que, em 2005, eu cometi a gafe imperdoável de não parabenizá-lo devidamente no dia de seu birthday, VINTE E OITO DE AGOSTO (sim, eu SEI qual é a data, eu definitivamente não esqueço, só não me comuniquei devidamente naquela ocasião). Aí, desgraça das desgraças, hoje recebo um torpedinho by celular violentíssimo e afiadíssimo de meu amore/irmão, me cutucando por, pelo segundo ano consecutivo, tê-lo ignorado sumariamente em seu aniversário!!!! Céus! Seria eu capaz de tanta maldade, indiferença, desprezo e pouco-caso? Claro que não! Pro John eu não dedico apenas um e-mail vagabundo (que não chegou, devo admitir, apesar de ter sido enviado da porra do outlook), pro John eu dedico um post inteiro no meu bloguinho, que ele merece tudo o que há de bom (não estou dizendo que o post é bom, mas bem que eu me esforço). Ele merece um passe permanente para todas as peças de teatro decentes do mundo, uma cadeira cativa na Broadway, uma coleção inteira de camisetas transadas do Hercovitch, merece todos os boxes de Sex and the City (ele já tem), de Desperate Housewives e de Lost, passagens aéreas para os lugares mais bacanas do mundo, e uma taça de espumante geladíssima com uma generosa fatia de torta de morango. John, querido, sabes que eu te amo, desarma o bico e perdoa meu outlook. E feliz aniversário atrasadíssimo, mas de coração (hihihiihi)... (by Cíntia T.)

P.S.: na fotinho, eu e o meu queridíssimo e melhor amigo John. J., strike a pose no metro em SP, muito pheenos.

Um comentário:

Jura Arruda disse...

Ah, que presentão, Cíntia! Demonstração pública de carinho assim, é muito bom... A propósito, eu faço dia 10 de fevereiro. (hihihi).